Tambores de Angola’ é um romance que procura penetrar no universo da Umbanda para desmistificar a figura de caboclos, pretos-velhos e exus, entidades tão mal compreendidas. Busca mostrar que para o bem não há fronteiras – é uma mãe-velha que orienta o personagem principal a ler ‘O livro dos espíritos’, de Allan Kardec, e o conduzir a uma casa espírita, após livrar-lhe de um caso de grave obsessão. Mas, antes, o leitor poderá participar de uma visita a bases das trevas e uma agência de vinganças do umbral. Poderá conhecer o magnetismo como ferramenta para desequilibrar consciências e observar o trabalho redentor dos espíritos – índios, negros, soldados, médicos – e de médiuns que enfrentam o mal com determinação e coragem.

Baseado em instruções de Espíritos Superiores, sempre registradas nos finais dos Capítulos, Kardec explica as máximas morais de Jesus, convidando-nos a vivenciá-las no nosso dia-a-dia. Expondo com clareza e simplicidade à razão e ao coração, é o livro de cabeceira de milhares e milhares de criaturas. A sua Introdução define o objetivo desta obra: abordar exclusivamente o ensinamento moral do Evangelho, pois esse código divino “é, acima de tudo, o caminho infalível da felicidade esperada”.

Lançado em 1857, este livro é o marco do Espiritismo e primeiro livro da codificação da Doutrina. Traz nas dissertações iniciais de Kardec a definição da Doutrina Espíritas e dos a ela termos associados, bem como uma breve descrição dos seus conceitos básicos.
Na parte adiante, os Espíritos Superiores respondem diretamente às perguntas (em forma de entrevista) sobre: Deus, a Criação, da vida dos Espíritos, encarnação, reencarnação, dos mundos, dos fenômenos (ação dos Espíritos no nosso mundo), das leis morais, das penas e recompensas futuras, etc.

Um dos livros do pentateuco kardequiano (segundo na ordem de lançamento), este livro trata principalmente da conceituação, desenvolvimento e prática da mediunidade.
Os Espíritos Superiores respondem às perguntas sobre: coisas sobrenaturais, do método de invocação, dos sistemas, das ações dos Espíritos no nosso mundo, das faculdades dos médiuns, das obsessões, do charlatanismo, das reuniões nas casas espíritas, etc.

Este é o quarto livro da Codificação Espírita.
Contêm na primeira parte, dissertações doutrinárias: o futuro, as penas e recompensas, Céu, inferno, purgatório, anjos, demônios, invocação aos mortos. Na segunda parte, relata a passagem da vida humana para a espiritual, dada por Espíritos felizes, medianos, sofredores, suicidas

2017 Templo A Caminho da Paz